Benefícios do enxofre

Benefícios do enxofre - Productos AJF

1. Qual o papel do enxofre como substância aplicável na agricultura?

O enxofre destaca-se pelas suas múltiplas aplicações na agricultura, tanto como produto fitossanitário para proteção de culturas, pelas suas propriedades fungicidas e acaricidas, como pelas possibilidades que proporciona como agronutriente, graças ao seu potencial como fertilizante natural e bioestimulante.

Quando aplicado na planta da cultura, o enxofre favorece a formação de aminoácidos essenciais para o seu crescimento, como a cisteína e a metionina, aumenta o nível de clorofila nas folhas e faz parte dos metabólitos secundários que determinam o cheiro e o sabor de diversos espécies de plantas.

Além disso, o enxofre também se destaca por sua capacidade de contribuição natural de sulfatos ao solo agrícola, o que é de grande importância para reduzir sua alcalinidade (ou pH), equilibrar sua condutividade, aumentar a microbiota e desbloquear outros macroelementos como o fósforo. contribui para conter o empobrecimento gradual da área cultivada devido, em muitos casos, à sua sobreexploração.

Por tudo isso, o enxofre pode ser considerado, sem dúvida, como uma das substâncias cuja composição natural é mais completa e recomendada para sua aplicação no melhoramento integral de culturas agrícolas.

2. Desde quando o enxofre é usado na agricultura para a proteção e o crescimento das safras?

A relação entre o enxofre e a agricultura remonta a milhares de anos, a tal ponto que existem dados que confirmam ser este o primeiro fungicida utilizado na história da humanidade.

Estima-se que o uso do enxofre para fins agrícolas tenha se iniciado na antiga Mesopotâmia, embora a primeira escrita documentada que se refere a esse aspecto pertença ao autor grego clássico Homero e tenha pouco mais de 2.800 anos.

Nele, Homer destaca o uso habitual do enxofre como produto para o controle de pragas e doenças nas operações agrícolas da época.

3. O que significa que o enxofre é considerado um produto natural ou não sintético?

O fato de o enxofre ser considerado um produto natural ou não sintético implica que sua capacidade de fornecer nutrientes essenciais às plantas seja determinada pela sua própria composição, o que o torna um produto fitossanitário inorgânico, fertilizante e bioestimulante.

Portanto, sua aplicabilidade nas lavouras não requer nenhum processo químico ou transformação prévia, mas sim suas próprias propriedades naturais, como ocorre com outros macronutrientes de uso agrícola como fósforo, nitrogênio ou potássio.

4. Por que, ao contrário de outras substâncias ou compostos, a agricultura orgânica contempla a possibilidade de aplicação de enxofre em suas lavouras?

A agricultura ecológica limita o uso de recursos externos em suas lavouras às substâncias naturais ou derivadas de substâncias naturais que, além disso, tenham baixa solubilidade.

O enxofre, devido à sua própria composição natural, cumpre estes dois requisitos fundamentais, o que explica a possibilidade de ser incorporado no cuidado e fertilização das explorações agrícolas que se regem pelos princípios de produção da agricultura orgânica.

5. Por que existem críticas que associam o enxofre ao petróleo ou à emissão de gases de efeito estufa

Essa confusão tem sua origem no fato de que o enxofre é uma substância que normalmente se encontra no ambiente natural aderida ou ligada a outros minerais, como carvão ou óleo.

Assim, é comum que o processo de refino do petróleo encontre veios de enxofre, que dele devem ser separados para o tratamento das duas substâncias individualmente, mas que, de forma alguma, estão relacionados além desse aspecto.

6. Quais são as possíveis aplicações do enxofre na agricultura de hoje?

O enxofre é uma das substâncias naturais que apresenta as características mais completas para a sua utilização no cuidado e manutenção das culturas agrícolas, pois permite um tratamento praticamente integral da planta e do solo, graças às suas propriedades como:

  • Fungicida e miticida; a capacidade do enxofre em promover a geração autônoma de aminoácidos essenciais como a cisteína, cistina ou metionina, contribui para aumentar os mecanismos naturais de defesa das plantas contra doenças externas e pragas, uma vez que esses aminoácidos, e principalmente a cisteína, são essenciais no síntese de compostos básicos para o sistema imunológico das plantas, como glucosinolatos ou fitoalexinas.
  • Fertilizante; O efeito de liberação lenta dos íons sulfato gerados pela aplicação do enxofre elementar é essencial para favorecer o processo de nutrição da planta sobre a qual é aplicado, uma vez que estes são responsáveis ​​pela captura dos micronutrientes do meio ambiente e, além disso, contribuem para a sua melhoria. assimilação.
  • Bioestimulante; O enxofre, além disso, exerce notável melhora na capacidade de crescimento das plantas sobre as quais é aplicado, principalmente por suas propriedades de reduzir a salinidade e a concentração de nitratos presentes no solo, bem como reduzir possíveis excessos de fosfatos, que pode afetar negativamente o seu desenvolvimento.

Enxofre como fungicida e miticida (enxofre em pó)

7. O enxofre em pó é considerado um bom fungicida agrícola. O que significa isto?

Quando se faz referência à capacidade fungicida do enxofre elementar, na sua apresentação em pó, faz-se referência à sua capacidade de prevenir o crescimento de fungos prejudiciais ao crescimento das plantas.

O enxofre, neste sentido, contribui para aumentar os mecanismos naturais de defesa das plantas contra a ação dos fungos, graças à estimulação natural que nelas gera para a geração autônoma de aminoácidos essenciais como a cisteína, cistina ou metionina.

Este é um dos motivos que explica a estreita relação do enxofre em pó com a produção de vinho, pois é sem dúvida um dos produtos que oferece os melhores resultados para o sucesso no tratamento do oídio.

8. No nível agrícola, quais são as propriedades do enxofre em pó como acaricida?

O enxofre elementar, ou pó, não só aumenta a capacidade da planta de agir contra possíveis infecções causadas por fungos, mas essa melhora natural em seus mecanismos de defesa também aumenta sua proteção contra a presença de ácaros.

Nesse sentido, o enxofre oferece comprovada utilidade para enfrentar tanto a ação de ácaros e eriófilos quanto de outros aracnídeos maiores, como a aranha vermelha.

9. Por que o enxofre em pó deve ser considerado um produto fitossanitário?

O enxofre em pó é uma substância que favorece a otimização natural dos próprios mecanismos de defesa da planta, gerando uma melhora gradual e duradoura do seu sistema imunológico contra possíveis agentes externos nocivos, como fungos e ácaros.

Da mesma forma, o enxofre em pó também se destaca por sua capacidade de suprimento natural de sulfatos, o que implica na possibilidade de exercer um triplo efeito (fitossanitário, fertilizante e bioestimulante) por meio da aplicação de um único tratamento.

Mas, além disso, podem ser mencionados outros aspectos adicionais que servem para dar uma ideia mais aproximada do potencial do enxofre em pó como produto fitossanitário:

  • É uma substância natural, à qual só se aplica tratamento para modificar o seu formato e adaptá-lo às necessidades do consumidor, permitindo a sua aplicação tanto nas explorações agrícolas convencionais como nas que possuam o certificado de agricultura biológica.
  • É um produto fitossanitário utilizado na agricultura há séculos, a ponto de ser considerado o primeiro fungicida utilizado pelo homem. Este aspecto destaca sua comprovada utilidade para a proteção de culturas e sua altíssima adaptabilidade a uma grande multiplicidade de formatos.
  • Nesse sentido, é um produto fitossanitário que tem demonstrado enorme eficácia no controle e tratamento de pragas relacionadas à ação nociva de fungos e ácaros, como é o caso do oídio.
  • Na verdade, a eficácia e a segurança do enxofre em pó são apoiadas por uma infinidade de estudos e registros em nível europeu.
  • A possibilidade de obtenção de enxofre dos depósitos existentes no ambiente natural, sem necessidade de proceder ao seu tratamento senão para o adaptar a diferentes formatos, explica também o seu preço de comercialização claramente inferior ao de outros compostos fitossanitários.
  • Além disso, o enxofre se destaca pela facilidade de aplicação nas lavouras, já que o tamanho de seus grânulos é expressamente desenhado para promover a aderência.
  • Por fim, como produto fitossanitário, desempenha um papel importante na melhoria da produtividade das culturas e, assim, na redução do desperdício de alimentos que ocorre durante a produção agrícola devido à perda parcial ou total das culturas, o que aumenta o seu caráter sustentável como elemento. gases na atmosfera.
10. O enxofre em pó, como produto fitossanitário, tem um preço mais barato do que outros compostos disponíveis no mercado. Este aspecto tem alguma relação com sua qualidade e funcionalidade?

Em absoluto. O fato de o enxofre elementar ou em pó ter um preço inferior ao de outros compostos fitossanitários do mercado deve-se exclusivamente ao fato de ser uma substância de origem natural, que também requer um tratamento mínimo relacionado à melhoria de sua apresentação e capacidade de manipulação pelo usuário final.

Deve-se levar em consideração que outros compostos fitossanitários requerem vários anos de pesquisa e desenvolvimento, além de um árduo processo de processamento para possibilitar sua comercialização e utilização com os mais elevados níveis de segurança para usuários e plantas, o que explica seu parente superior. preço em relação ao enxofre, oferecendo resultados semelhantes em termos de eficiência.

11. Vários setores da sociedade consideram os produtos fitossanitários, inclusive o enxofre em pó, como substâncias tóxicas. Até que ponto essa afirmação é verdadeira?

O enxofre é caracterizado por ter toxicidade praticamente nula, tanto para as pessoas quanto para as plantas nas quais é aplicado.

Na verdade, este é um dos elementos que justifica a sua capacidade de utilização tanto para o tratamento de culturas relacionadas com a agricultura biológica, como para as destinadas à alimentação animal nas explorações pecuárias, onde existem controlos exaustivos para reduzir os níveis de toxicidade e a sua possível influência. no ambiente natural e nos consumidores finais desses produtos.

12. O enxofre em pó pode ser aplicado em produções agrícolas orgânicas certificadas?

Claro que sim. O enxofre elementar ou em pó é uma das substâncias cuja capacidade de utilização está expressamente incluída no Regulamento 889/2008 do Conselho da União Europeia, sobre a produção e rotulagem de produtos biológicos, no que diz respeito à produção biológica, sua rotulagem e seu controlo.

Portanto, seu uso não só é possível, mas altamente recomendado para o tratamento fitossanitário de produções agrícolas que possuam certificação ecológica oficial.

13. Costuma-se dizer que o enxofre em pó apresenta riscos à segurança, no armazenamento e no manuseio. É verdade?

Deve-se ter em mente que o enxofre, devido à sua própria composição natural, possui propriedades inflamáveis ​​sob várias condições adversas que, pelo contrário, foram exaustivamente testadas e documentadas.

Por este motivo, como com qualquer outro produto, recomenda-se consultar detalhadamente suas instruções de uso e manuseio, e seguir as especificações oferecidas pelo fabricante quanto ao armazenamento e transporte, de forma a garantir que o desempenho de todas essas ações sejam executado de acordo com os mais elevados níveis de segurança.

Fontes consultadas

AECOC (2019). Relate ‘Espanha, um país de afrescos’.

AEPLA (2019). Relatório ‘O futuro do setor agrícola espanhol’.

Alimentos da Espanha (2019). ‘Relatório sobre o Consumo Alimentar em Espanha 2018’.

Instituto Nacional de Estatística (2019). Anuário Estatístico da Espanha 2018.

Mercasa (2019). ‘Relatório anual da alimentação em Espanha 2019. Produção, indústria, distribuição e consumo’.

Ministério da Agricultura, Pesca e Alimentação – Governo da Espanha (2019).‘Agricultura ecológica. Estatísticas 2018 ‘.

Ministério da Agricultura, Pesca e Alimentação – Governo da Espanha (2019). ‘Levantamento de áreas e safras 2019 (ESYRCE)’.

Ministério da Agricultura, Pesca e Alimentação. Website oficial.
https://www.mapa.gob.es/es/agricultura/temas/default.aspx

Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura – FAO. Site oficial (em espanhol)
http://www.fao.org/home/es/

União dos Pequenos Agricultores e Pecuaristas – UPA. Site do Projeto ‘Sustentável por Natureza’
http://sosteniblespornaturaleza.es/es/

WordPress Image Lightbox
IDIOMAS: esenpt